O ex-ministro Sergio Moro (Podemos) e o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), reuniram-se na quarta-feira (8) para discutir possíveis alianças para 2022. De acordo com o G1, qualquer definição sobre uma eventual composição entre os dois só será definida em abril.

Participaram da conversa, além de Doria e Moro, a presidente do Podemos, Renata Abreu, e o vice-governador de São Paulo, Rodrigo Garcia. Inclusive, Garcia sugeriu que qualquer definição ocorresse só em maio. Até lá, ambos baterão na tecla de que estão no mesmo campo.

Em 2022, uma eventual aliança entre Doria e Moro esbarra no seguinte: qual dos dois abriria mão de uma cabeça de chapa para apoiar o outro, com objetivo de derrotar Bolsonaro ou Lula? Essa questão, segundo aliados de ambos, segue em aberto.

Sem definição sobre o ponto central dessa articulação, ficou acertado, por ora, um pacto de não agressão, estendido para candidatos da terceira via como Simone Tebet e Henrique Mandetta.

Hoje, Doria vai se encontrar com Eduardo Leite, derrotado nas prévias do PSDB que definiram o governador de São Paulo como o candidato do partido ao Palácio do Planalto em 2022.

Fonte: G1
Foto: GloboNews/Reprodução